Músicas que inspiram


Olá pessoas! Como disse em outro poste esses dias to bem inspirada para escrever, e isso relativamente esta influenciado por músicas. Acho que muita gente deve conhecer a cantora Lana Del Rey, eu conheci as músicas dela ha pouco tempo, comecei a ouvir porque era músicas faceis de se tocar no violão, e eu adoro músicas assim kk Só que acabei gostando de algumas músicas e sempre que escuto rola um sentimento de escritor em mim. Pois bem, meio que o texto a seguir pode ser uma sequencia do ultimo que postei. Enfim, espero que gostem *-*



Era uma manha de domingo, tinha saído para caminhar e tentar esquecer toda a confusão que era minha vida. Andei durante alguns minutos até chegar a uma praça pequena e delicada a sua maneira. Naquele instante percebi sua presença sentada sozinha em um banco no centro da praça. Fiquei admirando sua beleza de longe, vendo como sua mão se movia ao desenhar algo em um papel. Repentemente seu olhar levantou-se e caiu diretamente em minha direção, me encarou por alguns segundos e logo deixou um singelo sorriso surgir. Sorri de volta, dei as costas e fui embora. Não podia nem queria passar por tudo aquilo de novo. Não era certo envolver-me com um novo alguém enquanto o "antigo" ainda me atormentava os pensamentos. Apesar de saber que era o certo a se fazer, meu coração pedia insistentemente um novo alguém para ajudar a curar as feridas. Por mais que não seja o certo, as vezes a melhor maneira de esquecer um amor é tentando amar outro. Continuei andando quando senti uma presença se aproximar atras de mim, era a garota da praça. Virei-me e dei de cara com uma garota de olhos verdes, lábios fartos e um tanto ofegante. Disse que me reconhecera de seu sonho, dizia que era loucura mas que ja havia me visto em seus mais loucos devaneios. Fiquei parado ouvindo seus relatos de como havia procurado por mim, sem ao menos saber quem eu era. Mostrou-me seu caderno de desenhos onde eu era a estrela principal. Ela sorria com um sorriso puro, delicado e amoroso. Não sabia como reagi ou o que lhe dizer. Só sabia que não poderia arrasta-la para minha confusão, muito menos faze-la sofrer por qualquer que seja o motivo. Eu era o príncipe encantando de seus sonhos, e preferia que continuasse assim. Simplesmente falei que ela sonhara demais e eu não poderia nem deveria ser aquela pessoa, pois aquela pessoa que ela tanto sonhara eu ja havia matado dentro de mim a muito tempo. Novamente dei as costas e voltei a andar, ouvi quando algo caiu no chão e ela sai em disparada correndo. Ao olhar para trás avistei seu caderno de desenhos aberto em um pagina onde havia um casal. Juntos, abraçados, envolvidos em um afeto imensurável. Sim, era eu mas a garota não era ela. A garota tinha lindos cabelos dourados, cabelos que eu reconheceria até em uma outra vida.

Share this:

, ,

CONVERSATION

1 comentários:

  1. Amei a musica, parabéns pelo blog tão criativo .
    Esse é o meu :http://delicadaemcores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir